REPELENTE NATURAL funciona mesmo?
4 de janeiro de 2020
Quantos Espaços Vazios Você Vê?
12 de maio de 2020

Antes de duvidar… acredite!

Eu tenho algumas coisas para te falar!

1⁰ Acho que eu nunca te contei que eu desacreditava do meu potencial porque eu acreditava no que os outros falavam para mim, e falavam que eu não sabia fazer algo, que eu não era boa em alguma habilidade ou mesmo que eu só vivia de cara fechada, séria demais, e era por isso que nada dava certo para mim..2⁰ Também nunca te contei que motivação não fazia parte da minha vida, pois eu vivia com medo de falar dos meus sonhos e a vontade de realizá-los porque sempre ouvia que eu não realizaria até o final.3⁰ Eu surtei com essa carga que eu carregava e mandei pra puta que pariu uma manada de gente que me fazia não sorrir e acreditar que eu atraia insucessos mas que usufruíam dos resultados positivos que eu criava.4⁰ Me recuperei do surto fazendo as pazes comigo e algo que RECONHECI era que EU SOU CAPAZ! Nada de usar o verbo no passado tão pouco no futuro, muito menos tempos verbais condicionais; presente do indicativo para realizar já: EU SOU CAPAZ! De quê? Do que eu quero! (Atente-se mais uma vez para o tempo verbal. Já contei aqui que sou formada em Letras, português, inglês E francês, quase russo e libras. Dou valor a esse significado dos verbos!)Mexer nos meus medos foi terrívellll, demorou tempo, machucou pra porra, quebrei alguns espelhos quando me encarei. E sempre eu consegui. Quem avaliou o resultado: eu, meu bem! Num já disse que SOU CAPAZ, é disso tb!Motivação para tudo? Óleo essencial? Não! Lápis, ou caneta, e papel. Escrevi para mim cartas e mais cartas de afirmações verdadeiras, e não eram só sonhadoras não, eram reais, tipo: eu realmente não sou boa dona de casa porque prefiro fazer um trabalho que eu ganhe dinheiro, nem que seja cuidar da casa, então eu vou pagar sim pra alguém cuidar da minha casa e vou trabalhar! Pra uma mulher isso pode pesar demais. Pesava pra mim e eu cuidei de mim.Gostava mais de usar lápis porque escrevia com tanta raiva, ódioooo, que quebrava várias pontas e quanto mais apontava menor ele ficava e minha mente doente gritava que eu só ia conseguir até aquele lápis acabar, ou seja, não ia muito longe. – Comprei uma caixa com 50 lápis e me presenteei! e ainda gritei pra essa mente doente: chupa que é de uva, meus lápis! (esse é o plural e o singular de lápis, tá?!)

Eu escrevi com dor nas mãos e isso me fez criar memórias afetivas que linquei a emoção e sentimento de superação, auto desenvolvimento, vitória! Tinha óleo essencial? Não! Aprendi depois a usar os óleos e não posso negar a ajuda que eles me deram a mais nesse processo.

Então, você que está lendo as indicações do uso dos óleos para suporte emocional não permita que sua mente doente afirme que isso é balela. Não julgue algo que você não experimentou. Você é capaz disso! Se quiser experimentar, faça como a NASA que trocou caneta por lápis, e solucionou um problema imenso do projeto de levar o homem à lua; pois canetas não escrevem na gravidade 0. Lápis sim. Esse é mais um dos motivos por eu escolher lápis para esse momento de cura: quando a gravidade do meu ser não existisse mais, o lápis me reviveria.

Os óleos são capazes e não precisam se provarem. Nem eu preciso provar nada a ninguém, só a mim. Continuo capaz de me motivar a ser melhor e hoje os óleos me ajudam muito, mas quando eu não os tinham, era eu comigo mesma.

Faz isso antes de duvidar de você e ser a pessoa que te priva de evoluir, e também não permita que ninguém faça isso com você, mande para essas pessoas, e também essa sua versão desagradável pra puta que pariu.

Eu tenho uma coisa para te contar:

Você é capaz!❤️❤️

Xêrus aromáticos,

Stê Arcanjo